Transformações

Dicas infalíveis para amenizar os sintomas da menopausa

A menopausa é um período na vida de uma mulher que se caracteriza pelo o fim da sua fase reprodutiva. Esse é apenas mais um ciclo de transformação que o nosso corpo enfrenta. E como toda transição existem sintomas característicos.

Claro que é bastante relativo, como a TPM, a gravidez etc. Algumas mulheres não sentirão muita coisa e enfrentar a menopausa será algo tranquilo. Entretanto para outras, os sintomas podem ser extremamente complicados.

Pensando nisso, preparamos esse artigo completo para você que está na menopausa ou que quer se preparar para ela.

Aqui reunimos informações importantes sobre esse período para você entender exatamente o que acontece com o seu corpo, deixando de lado os muitos mitos que rodeiam essa fase. E o melhor! Você encontrará aqui dicas infalíveis para amenizar os sintomas da menopausa.

Portanto, continue a leitura para saber como atravessar esse período da melhor maneira possível.

Vamos lá?

Você pode gostar de ler também:

O que é menopausa?

Antes de conferir nossas dicas para amenizar os sintomas da menopausa, é importante esclarecer exatamente o que é esse período e entender o que acontece no corpo de um mulher para desencadear sintomas que podem ser muito intensos.

A menopausa acontece quando há a interrupção dos ciclos menstruais, ou seja, quando o seu estoque de óvulos, com os quais você já nasce com a quantidade específica, se esgota.

A fase crítica é chamada de climatério que acontece tempos antes da menopausa e se estende ainda por alguns meses após o encerramento dos ciclos.

Nesse período há uma redução drástica das atividades dos ovários e com isso os níveis hormonais de estrogênio e progesterona variam muito, e vão diminuindo significativamente até parar completamente. No início, as menstruações tornam-se bastante irregulares.

É nessa fase crítica em que, para a maioria das mulheres, surgem os tão temidos sintomas.

É importante ter em mente que esses hormônios presentes em nosso organismo durante toda a nossa vida regulam diversas funções no corpo, como por exemplo: atuam na distribuição da gordura corporal, do colesterol e açúcares e são essenciais para a preservação da densidade óssea.

Dessa forma, sua diminuição repentina pode gerar inúmeros problemas tanto físicos quanto emocionais.

Vamos entender melhor…

quando se inicia a menopausa

Quando se inicia a menopausa?

O início do processo da menopausa, conhecido como perimenopausa normalmente se inicia após os 40 anos. Mas essa fase é caracterizada pelas menstruações irregulares, pelos níveis hormonais que variam muito, pelos sintomas característico como as ondas repentinas de calor, alterações de humor etc.

A mulher ainda menstrua, e no início pode ser que os sintomas do climatério não sejam sentidos, caracterizando a pré-menopausa.

Vamos falar mais sobre os sintomas no próximo tópico.

É uma fase de preparação do corpo da mulher. Essa adaptação pode durar anos, é um período que varia muito e existem muitos fatores que contribuem para um período mais prolongado ou mais curto.

A última menstruação acontece, geralmente, entre 45 a 55 anos.

Dessa forma se inicia outra fase chamada de pós-menopausa. Período definido a partir de um ano após o último ciclo e que se estende agora até o fim da vida.

Nessa fase é importante se atentar para alguns aspectos do corpo, como a densidade óssea da mulher diminui, podem ocorrer osteoporose. Também há um risco maior de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Outro problema comum desse período é a atrofia vaginal (ou vaginite atrófica), que causa secura no órgão e dores durante as relações sexuais.

Isso pode ser contornado com orientação médica. O uso de lubrificantes nesse período é essencial para aliviar possíveis desconfortos.

Menopausa precoce:

Em algumas mulheres esse processo pode se iniciar antes dos 40 anos, sendo considerado assim como uma menopausa precoce.

Essa condição não acomete uma grande porcentagem de mulheres, mas pode ser causada por diversos fatores, como: causas genéticas, maus hábitos como fumar e consumir muita bebida alcoólica, quimioterapia, cirurgia no ovário, medicamentos para acne, cistos no ovário e doenças autoimunes.

Fique atenta aos seus ciclos!

Agora vamos conhecer os sintomas mais comuns? Logo depois confira nossas dicas infalíveis para amenizar os sintomas da menopausa. 

Quais os principais sintomas da menopausa?

Todo o processo, desde a pré-menopausa até a pós-menopausa pode gerar vários sintomas característicos desse período de transformações. Confira abaixa uma lista dos principais:

  • Alterações no ciclo menstrual;
  • Fogachos ou ondas súbitas de calor na pele;
  • Vermelhidão na pele causadas por esse calor;
  • Aumento do suor, principalmente, durante a noite;
  • Palpitações e sensações de desmaio;
  • Coceiras e secura vaginal;
  • Diminuição da libido;
  • Insônia e problemas para dormir;
  • Mudanças de humor, com características de ansiedade, depressão e irritabilidade;
  • Diminuição da autoestima;
  • Redução no metabolismo;
  • Ganho de peso;
  • Dores de cabeça;
  • Calafrios;
  • Diminuição da memória;
  • Perda de elasticidade da pele;
  • Secura na pele e cabelos;
  • Crescimento dos níveis de porosidade dos ossos;
  • Incontinência urinária.

Muita coisa não é? Mas existem alguns hábitos que você pode adotar para amenizar os sintomas da menopausa além de tratamentos específicos, que em alguns casos serão realmente necessários.

Vamos ver?

sintomas da menopausa

Dicas infalíveis para amenizar os sintomas da menopausa

  • Alimentação: a alimentação é extremamente importante para que o processo da menopausa seja menos agressivo. Alguns nutrientes devem ser incluídos na dieta diária para ajudar no bom funcionamento das células, inclusive as do ovários.

Exemplo:

  • leite e derivados, por conta do cálcio que fortalece os ossos;
  • Soja, framboesa e amora, por conter isoflavona, um fitoestrogênio que “imita” características do estrogênio e ajudam nas “ondas de calor”;
  • Vegetais verde escuro também devem ser consumidos em abundância pela mulher que está nesta fase da vida, por serem uma rica fonte de cálcio;
  • Peixes, de espécies oleosas como salmão, atum e sardinha está ligado a uma menopausa mais tardia;
  • Legumes e frutas em geral.

É bom evitar:

  • Sal pela pré-disposição agora de desenvolver problemas cardíacos;
  • Carboidratos simples como o arroz branco e alimentos com açúcar refinado ou farinha branca, já que a mulher tem mais tendência a acumular gordura. Opte pelos cereais integrais;
  •  Doces em geral, pela tendência de ganho de peso e, consequentemente, o aparecimento de outras doenças decorrentes da obesidade;
  • Alimentos muito quentes ou excessivamente apimentadas, que podem desencadear as ondas de calor;
  • Café, um estudo a conceituada Mayo Clinic, nos Estados Unidos, mostrou como a cafeína agrava os calorões;
  • Bebidas alcoólicas, pelo mesmo motivo.

Vamos continuar?

  • Atividades físicas: a prática de atividades físicas é muito importante durante o período da menopausa. Isso porque, promove a liberação de endorfinas na corrente sanguínea, conferindo a sensação de prazer e de bem-estar físico e emocional.

Lembrando que a mulher também fica muito suscetível a problemas emocionais, dessa forma atividades físicas podem ajudar bastante nesse processo.

Assim como exercícios de respiração e práticas de meditação como mindfulness que trabalhe a atenção plena.

Escolha uma atividade física que lhe garanta prazer, como andar de bicicleta, correr ou fazer hidroginástica, por exemplo.

  • Beber bastante líquido: Se manter hidratada é essencial, visto que uma característica comum da menopausa é o ressecamento da pele e do cabelo. Dessa forma beber bastante água ajuda nesse problema.

Também e recomendado o uso de chás com propriedades calmantes e relaxantes. Para diminuir as alterações de humor.

  • Psicoterapia: Com todas as mudanças que ocorrem na vida de uma mulher com menopausa a psicoterapia pode ser uma excelente aliada para que o processo de transformações não seja muito complicado. Entender o que está acontecendo com você e como saber como lidar com as inúmeras situações que podem ocorrer ajuda muito.

O papel da família é essencial em relação ao apoio nessa etapa. Lembrando que os sintomas da menopausa é semelhante aos de uma TPM, só que acentuada e prolongada.

Em alguns casos será necessário um tratamento de reposição hormonal.

A terapia hormonal (TH), que é a reposição dos hormônios estrogênio e progesterona por meio de medicamentos, alivia efetivamente os sintomas da menopausa e tem como objetivo melhorar a qualidade de vida da mulher nessa nova fase.

Mas só deve ser considerada levando em conta os riscos que esse tratamento oferece. A terapia hormonal aumenta as chances do desenvolvimento de algumas doenças, como tromboembolia pulmonar, câncer de mama, câncer de endométrio e doença hepática, além de apresentar sangramento vaginal não diagnosticado ou porfiria (distúrbio provocado por deficiências de enzimas).

Portanto, é um tratamento individualizado.

E então, esse artigo foi útil? Compartilhe com os seus amigos.

Ficou com dúvidas sobre a menopausa? Deixe nos comentários, responderemos em breve.

Leave a Comment