Depressão e Ansiedade

Ansiedade: 8 alimentos poderosos para combatê-la

A ansiedade é um mal que acomete muitas pessoas em todo o mundo. O grau desse problema pode variar de leve para extremamente forte, com sintomas que se assemelham a um colapso cardíaco.

No dia a dia, as pessoas que sofrem desse mal limitante, encontram dificuldades em vários aspectos da vida o que gera inúmeros transtornos tanto na área pessoal quanto na área profissional.

Além disso, pessoas com transtorno de ansiedade estão mais suscetíveis a desenvolverem outros problemas psicológicos.

Complicado, não é?

Mas você sabia que a alimentação está intimamente ligada ao nosso bem estar? Pois é! Tudo que acontece na nossa mente também é reflexo de como tratamos nosso corpo. Mente e corpo não podem ser tratadas de forma separadas, é uma unidade. Você não conseguirá ter uma boa saúde mental sem possuir uma boa saúde física.

Existem alimentos específicos que, se consumidos da forma correta e com constância, são verdadeiros aliados no combate e controle da ansiedade, estresse, depressão e outros males.

Então, se você é uma pessoa ansiosa é importante realizar uma autoavaliação de como está o seu estilo de vida e mudar o que for necessário.

E se você está buscando um ponto de partida, então está no lugar certo! Nesse artigo apresentaremos alimentos poderosos que atuam diretamente na química do seu cérebro como reguladores de várias sensações e necessidades do organismo.

Vamos lá?

Você pode gostar de ler também:

O que é o transtorno de ansiedade?

Antes de falarmos sobre esses alimentos que ajudam no combate da ansiedade é importante compreendermos o problema, saber distinguir um estado ansioso do transtorno em si e conhecer os sintomas mais comuns.

Diariamente somos expostos a situações que podem desencadear uma ansiedade. Isso é normal e acontece com todo mundo.

Entretanto esse sentimento não é prejudicial, por exemplo, sabe quando você está planejando aquela viagem dos sonhos e fica ansioso(a) para que a data chegue logo? Pois é! Esse é um sentimento de expectativa e que é passageiro. Ou seja, voltando ao exemplo, chegando o dia da viagem tão esperada o sentimento desaparece.

De acordo com a medicina, ao sentir-se ansiosa, a pessoa cria mecanismos para enfrentar o que está por vir, se preparando melhor para aquela situação.

Sendo assim, estar ansiosa por alguma coisa é apenas um estado emocional.

O problema é quando o nível de ansiedade toma proporções descontroladas que prejudicam a qualidade de vida da pessoa.

Sendo assim, de acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV), o transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, de difícil controle e persistente.

Dessa forma, é um distúrbio mental que muitas vezes, para o desencadeamento de uma crise, não é necessário ter uma causa, como exemplificado acima. É um estado permanente que gera muita angústia, tristeza, limitações e interfere nas atividades diárias.

Os sintomas variam, mas os principais são:

  • Preocupação excessiva e medo constante;
  • Dificuldade de concentração;
  • Nervosismo e inquietação;
  • Visão irreal de problemas;
  • Sensação de que pode-se perder o controle ou que algo ruim vai acontecer;
  • Desequilíbrio dos pensamentos;
  • Irritabilidade.

Dentre os sintomas físicos, podemos listar:

  • Respiração ofegante e falta de ar;
  • Palpitações e dores no peito;
  • Fala acelerada;
  • Sensação de tremor e vontade de roer as unhas;
  • Agitação de pernas e braços;
  • Tensão muscular;
  • Tontura e sensação de desmaio;
  • Enjoo e vômitos;
  • Irritabilidade;
  • Enxaquecas;
  • Boca seca e hipersensibilidade de paladar;
  • Insônia.

E então se identifica com alguns desses sintomas? Confira agora a lista de alimentos que te ajudarão a combater a ansiedade.

alimentos para ansiedade

Alimentos poderosos que combatem a ansiedade

1# Frutas cítricas

Diversos estudos vem comprovando que a vitamina C presente principalmente em frutas cítricas diminui a secreção de cortisol, hormônio liberado pela glândula adrenal em resposta ao estresse e à ansiedade e responsável por transmitir a notícia de estresse para todas as partes do corpo.

Dessa forma, seu consumo constante auxilia no bom funcionamento do sistema nervoso e na regulação da sensação de bem-estar.

“Vitaminas e minerais, como a vitamina C, por exemplo, são perdidas nos quadros de estresse e ansiedade, além de queda de açúcar no sangue (hipoglicemia). Por isso, existe a necessidade de suprir essas carências”, ressalta a nutricionista Rosana Farah, membro da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade.

Além disso, a vitamina C é um poderoso antioxidante.

2# Banana

Pois é! Dentre os muitos benefícios dessa fruta popular está comprovado que ela auxilia no combate da depressão e da ansiedade.

Graças ao alto teor de triptofano que a fruta carrega, que é um aminoácido que se converte em 5-HTP no cérebro. Essa substância é precursora da serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Além disso a fruta  é cheia de potássio e magnésio, nutrientes importantes para o processo de contração e relaxamento muscular.

Queijo e carne de peru também entram na lista de alimentos ricos em 5-HTP.

3# Salmão

O salmão é uma carne magra que possui uma enorme quantidade de ômega-3. Em um estudo do Departamento Médico da Ohio State University (Estados Unidos), a suplementação de ômega 3 reduziu do nível de ansiedade em estudantes de medicina.

É recomendável consumir peixe pelo menos três vezes por semana.

Dentre outros peixes que possuem essa gordura essencial para o nosso organismo podemos citar: arenque, atum, sardinha, cavala e truta.

4# Amêndoas, castanhas e nozes

São alimentos ricos em selênio, nutriente que melhora o humor e reduz a inflamação.  Além disso, ele possui propriedades antioxidantes, benéficas para o tratamento da ansiedade, e ajudam também a prevenir danos celulares.

Outra substância importante encontrada nesses alimentos é a vitamina E. Que, para algumas pessoas, os baixos níveis de vitamina E pode ser um fator de risco para o desenvolvimento da depressão.

E, os frutos secos contêm, ainda, vitaminas do complexo B, que também estimulam a formação da serotonina.

5# Alimentos probióticos

Alguns estudos científicos demonstraram que o desequilíbrio da microbiota intestinal, e a inflamação do intestino podem estar relacionadas com alterações emocionais, como ansiedade e depressão.

É muito importante adquirir o hábito de diariamente ingerir alimentos probióticos, visto que cerca de 90% a 95% da serotonina presente no nosso corpo é produzida no trato intestinal, que também possui milhões de células nervosas.

Por esse motivo o intestino é conhecido como “segundo cérebro”.

Os probióticos podem ser ingeridos através de alimentos fermentados, como o iogurte natural, kefir, tempeh e kombucha, no entanto também pode ser consumido na forma de suplementos que podem ser adquiridos nas farmácias.

6# Espinafre

O espinafre é rico em magnésio e ácido fólico, que é uma potente vitamina antidepressiva natural. Segundo a nutricionista Rosana Farah, ele combate a ansiedade, pois quando está em baixas concentrações no organismo também diminui os níveis cerebrais de serotonina.

Essa substância auxilia também nos processos metabólicos necessários à eliminação dos radicais livres — substâncias formadas pelos resíduos de elementos oxidantes e que causam o envelhecimento celular.

7# Chocolate amargo

O chocolate é rico em flavonoides, um tipo de antioxidante que é capaz de reduzir a neuroinflamação e favorece também a produção de serotonina. O recomendado são 30 gramas de chocolate por dia. E de preferência ao chocolate amargo, bem menos calórico e mais rico em flavonoides.

Nos níveis ideais, a serotonina aumenta a sensação de leveza e de bem-estar, melhora o humor e diminui os efeitos negativos da ansiedade sobre a mente e o corpo.

8# Leite, ovos e derivados magros

Também são uma ótima fonte do triptofano, que alivia os sintomas de ansiedade. Além disso, as substâncias presentes nesses alimentos auxiliam na regulação do sono, o que é importantíssimo para o controle dos sintomas do transtorno.

Recomenda-se o consumo de 2 a 3 porções por dia deste grupo de alimentos.

Enfim…

É importante ter em mente que a alimentação correta é uma grande auxiliadora no combate de vários transtornos psicológicos, mas ela sozinha não é suficiente. É necessário adotar bons hábitos, como a prática de exercícios físicos e de respiração, como a meditação mindfulness.

Terapia também é muito importante e em casos mais severos o uso de medicamentos por determinado tempo.

E então, esse artigo foi útil? Compartilhe com os seus amigos.

Ficou com dúvidas sobre os alimentos que combatem a ansiedade? Deixe nos comentários, responderemos em breve.

Leave a Comment