<




Transtorno de Atenção

É um transtorno neurobiológico que aparece na infância e que na maioria dos casos acompanha o indivíduo por toda a vida. O TDAH se caracteriza pela combinação de sintomas de desatenção (isto é, são pessoas muito desligadas, que não conseguem prestar atenção em algo durante muito tempo), hiperatividade (pessoa não consegue ficar quieta por um determinado tempo, inquietude motora) e impulsividade sendo a apresentação predominantemente desatenta conhecida por muitos como DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). As vezes até pensam na possibilidade de terem algum retardo mental. Em primeiro lugar, é necessário que a pessoa apresente um padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade (impulsividade) que interfira no funcionamento e no desenvolvimento. Para tanto, ela precisa apresentar sintomas destes dois aspectos. Sintomas comuns de desatenção:

• Deixar de prestar atenção a detalhes ou comete erros por descuido em atividades escolares, de trabalho.

• Ter dificuldade de manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas.

• Não escutar quando lhe dirigem a palavra.

• Não seguir instruções e não terminar deveres de casa, tarefas domésticas ou tarefas no local de trabalho.

• Ter dificuldade para organizar tarefas e atividades.

• Evitar, não gostar ou relutar em se envolver em tarefas que exijam esforço mental prolongado (tarefas escolares, deveres de casa, preparo de relatórios etc.)

• Perder objetos necessários às tarefas ou atividades

• Ser facilmente distraído por estímulos externos (para adolescentes mais velhos e adultos pode incluir pensamentos não relacionados).

• Ser esquecido em relação a atividades cotidianas.


Sintomas comuns de hiperatividade e impulsividade:

• Remexer ou batucar mãos e pés ou se contorcer na cadeira.

• Levantar da cadeira em sala de aula ou outras situações nas quais se espera que permaneça sentado (sala de aula, escritório, etc.)

• Correr ou subir nas coisas, em situações onde isso é inapropriado ou, em adolescentes ou adultos, ter sensações de inquietude.

• Ser incapaz de brincar ou se envolver em atividades de lazer calmamente.

• Não conseguir ou se sentir confortável em ficar parado por muito tempo, em restaurantes, reuniões, etc.

• Falar demais.

• Não conseguir aguardar a vez de falar, respondendo uma pergunta antes que seja terminada ou completando a frase dos outros.

• Ter dificuldade de esperar a sua vez.

• Interrompe ou se intrometer em conversas e atividades, tentar assumir o controle do que os outros estão fazendo ou usar coisas dos outros sem pedir.

No entanto, é preciso que a criança apresente seis ou mais desses sintomas por mais de seis meses antes de ser feito o diagnóstico. Já em adultos ou adolescentes (com mais de 17 anos), é preciso apresentar apenas cinco destes sintomas.

TDAH é uma característica que pode ser prejudicial, mas seu portador pode aprender estratégias para conviver com ela. A psicoterapia é aconselhável para o tratamento.

Voltar